Especialidade: Medicina Integrativa

O conceito de “Medicina Integrativa” foi criado nos EUA com o objetivo de promover uma aplicação coordenada entre métodos usuais e complementares de tratamento, visando tornar mais frequente a utilização de terapias complementares em situações nas quais essas estratégias já tenham se provado úteis.

A Medicina Integrativa é uma abordagem orientada para um sentido mais amplo de cura, que visa tratar a pessoa em seu todo: corpo, mente e espírito que envolvem a noção de parceria entre terapeuta e paciente, a considerando todos estes fatores. A Medicina Integrativa prevê, assim, a utilização de métodos convencionais e complementares que potencializem a capacidade natural de cura do paciente, dando preferência ao uso de intervenções menos invasivas sempre que possível.

A Medicina Integrativa não rejeita os tratamentos convencionais, nem tão pouco aceita cegamente qualquer terapia dita alternativa sem o devido estudo criterioso de seus potenciais benefícios e malefícios.

A boa medicina é baseada em evidências, está sempre em busca das melhores terapias e mantém a “mente aberta” para identificar intervenções que se provem úteis e com vantajosa relação risco x benefício em favor do paciente.

Nossos doutores especialistas em Medicina Integrativa